LazerTurismo

Petrópolis, Cidade Imperial, completa 176 anos neste sábado

Principal município da Região Serrana do Rio comemora avanços, como no Turismo, com a vinda de 2 milhões de visitantes por ano

Nascida pelo sonho de D. Pedro II, em meio a uma natureza impecável, Petrópolis – a Cidade Imperial – completa 176 anos neste sábado, 16 de março.

Tema

Tema até de escola de samba – a Vila Isabel levou sua história para a avenida em 2019 -, a cidade de Pedro hoje é a mais importante da Região Serrana do Rio e uma das principais do estado.

Abriga um museu a céu aberto no Centro Histórico, com casarões e prédios tombados datados da época do Império, tendo a preservação como característica principal,

mas contraposta com tecnologia de ponta, já que abriga também o maior supercomputador da América Latina e multinacionais.

Tendo o turismo como um dos principais pilares da economia do município, Petrópolis comemora a marca de 2 milhões de visitantes por ano.

PIB

Mas também festeja outros avanços: é o maior PIB da Região Serrana, com mais de 10 mil empresas, 11 mil microempresas e mais de 20 mil microempreendedores individuais.

Tem ainda o maior shopping a céu aberto da América do Sul, a Rua Teresa, com 750 lojas, e outros importantes polos de moda, como no Bingen, Itaipava e na Rua 16 de Março.

O município está entre os mais importantes polos de ciência e tecnologia do país, com mais de 100 empresas de tecnologia, além de ser formadora de mão de obra, com oito universidades.

Clima

O clima típico das montanhas,

a história do Brasil enraizada pelos quatro cantos da cidade, as belezas naturais, a segurança, o povo acolhedor e restaurantes e hotéis para todos os gostos,

além da vocação com os esportes de aventura e a fabricação de cervejas artesanais, também fazem de Petrópolis, hoje, uma referência.

“Petrópolis é uma cidade linda, de uma beleza ímpar.

Como em qualquer outra, enfrentamos desafios e dificuldades, mas não temos dúvida de que é uma cidade especial e que tem avançado.

Sua importância história, suas belezas, seus moradores,

fazem dela referência em todo país. Parabenizo Petrópolis e todo seu povo neste 16 de março e, com certeza, o município só tem a avançar.

Sem deixar de preservar nosso passado histórico, mas mirando no futuro.

E um dos caminhos é o turismo, por isso, Petrópolis está de braços abertos para receber os visitantes, sempre”,

destaca o prefeito Bernardo Rossi, lembrando que os 176 anos do município são comemorados com o crescimento no setor turístico,

sendo uma das principais cidades indutoras do estado e categoria A no Mapa do Turismo Brasileiro, conquistado no ano passado.

Para comemorar a data, uma programação especial está marcada para este sábado,

com homenagens a D. Pedro II e ao major Julio Frederico Koeler – que projetou a cidade,

além de bolo para os moradores e turistas e recreação infantil para as crianças.

Celebrações

Haverá também celebrações religiosas em dois dos principais pontos turísticos do município no Centro Histórico:

na Catedral São Pedro de Alcântarauma missa será celebrada pelo Bispo Diocesano de Petrópolis,

Dom Gregório Paixão, às 9h30;

e o Palácio de Cristal recebe um culto solene, com mensagem do Bispo Anderson Caleb, às 19h.

Opções

Com opções para todos os tipos de turismo,

a cidade conta com 26 instituições museológicas, incluindo importantes atrativos,

como o Museu Imperial, um dos mais visitados do Brasil – antiga residência de verão do imperador D. Pedro II.

E ainda o Museu Casa de Santos Dumont, a única casa construída pelo inventor no Brasil.

Além de todos os seus equipamentos,

Petrópolis é um museu a céu aberto em seu Centro Histórico, com por exemplo rico patrimônio preservado com prédios, casarões e igrejas do século XIX e início do século XX.

As avenidas arborizadas e floridas completam o charme da cidade.

Opinião

            “O setor cresceu muito na cidade nos últimos anos e tem um potencial enorme para crescer ainda mais. O visitante que vem para Petrópolis encontra uma experiência única,

é bem recebido pelos moradores, nos restaurantes, nos hotéis.

E em cada época do ano encontra uma atividade diferente.

Temos grandes festas, como a Bauernfest e o Natal Imperial, que têm também atraído milhares de visitantes”,

destaca o secretário da Turispetro, a Secretaria de Turismo, Marcelo Valente.

Petrópolis no Centro da história do Brasil no Império

            Quando D. Pedro I pernoitou na fazenda do padre Correia,

de passagem pelo Caminho do Ouro que o levaria às Minas Gerais, lá pelo ano de 1822, Petrópolis não sabia, mas dava o primeiro passo para ser fundada no futuro.

O clima agradável e a natureza exuberante fizeram com que ele comprasse uma fazenda vizinha,

a Fazenda do Córrego Seco, com a intenção de construir um palácio para receber, por exemplo, comitivas vindas da Europa, não acostumadas com o clima quente do Rio de Janeiro.

Com a abdicação e morte de seu pai em 1834,

D. Pedro II herda essas terras e também o encantamento pela região.

Até que no dia 16 de março de 1843, ele faz nascer, enfim, Petrópolis. D. Pedro II fez daquelas terras sua cidade de veraneio e o município foi crescendo a partir daí,

tendo sido projetada pelo major Koeler e construída com a ajuda de imigrantes europeus, principalmente alemães.

Petrópolis por exemplo, já foi capital do Império e centro da atenção nacional, e também capital do estado do Rio de Janeiro.

Já hospedou diversos presidentes da república.

 O presidente João Figueiredo atribuiu à cidade o título de Cidade Imperial, como é conhecida até hoje.

Turismo em alta e para todos os gostos

Apesar de o carro chefe da cidade ser o turismo histórico-cultural, Petrópolis também oferece opções de ecoturismo, turismo rural, turismo de compras, gastronômico, cervejeiro e religioso.

O público que visita a cidade ainda tem à disposição uma rede hoteleira composta de hotéis e pousadas de várias categorias, hostels e resorts.

São por exemplo, 118 meios de hospedagem e 6.355 leitos disponíveis, tanto em área urbana quanto em recantos bucólicos dos distritos, que oferecem ambientes aconchegantes e atendimento personalizado.

Na gastronomia, no Centro Histórico, no Valparaíso Gourmet e em Itaipava, a cidade mostra o porquê de estar entre os melhores pólos gastronômicos do país.

Etiquetas
Mostrar Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar