GeralPolícia

Operação da PF investiga pagamentos de propinas de R$ 39 milhões

A Polícia Federal deflagrou, na terça-feira, a Operação Checkout, como o objetivo de desarticular grupo criminoso responsável por cancelar, de forma indevida, autuações de tributos não pagos à Receita Federal do Brasil.

Esta fase da investigação tem como base a delação do empresário Guilherme Jesus Paulus, presidente do grupo CVC Turismo.

Paulus afirmou em deleção premiada que pagou propinas no total de R$ 39 milhões para que débitos de R$ 161 milhões fossem “quebrados” do banco de dados da Receita Federal.

Além disso, o empresário buscou espontaneamente a Polícia Federal e o Ministério Público Federal e relatou que foi procurado pelo lobista Átila Reys Silva, que lhe ofereceu ajuda para resolver as pendências junto à Receita Federal em Santo André. Afinal, os débitos seriam de PIS e Cofins não recolhidos em 2009.

Em nota a CVC Brasil afirma que “a empresa citada na operação não tem qualquer relação com a companhia e que nenhuma das pessoas citadas, incluindo Guilherme Paulus, possui cargos executivos.

Etiquetas
Mostrar Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar