Politica

Editorial – Epidemia de abusos e fraudes

 Dizem pesquisas internacionais que recebemos cerca de 21 ligações telefônicas por dia com telemarketing, tentativas de fraudes, sondagens de presença para cometimento de crimes e várias outras modalidades via aparelhos fixos ou celulares. O Brasil ocupa o desonroso 2º lugar mundial na prática abusiva. 
Os campeões de encheção de saco com 33%  das chamadas seriam as próprias operadoras e 27% são definitivamente criminosas, originárias inclusive de prisões tidas como de segurança máxima e centrais do crime organizado. Botam os malandros ou robôs a funcionar e o usuário que se dane. 12% vêm de telemarketing legítimo. 
Tal invasão de privacidade parte do princípio que, estando nas listas oficiais, os números podem ser chamados a qualquer hora. As legislações em vigor todavia são inócuas devido à burocracia para lançar denúncias. A ANATEL inexiste. 
Quanto a e-mails, não há limites, chegando a inviabilizar endereços devido à saturação epidêmica. Coitado de quem cair numa dessas listas vendidas tanto a grandes, médias e pequenas empresas para fins ditos publicitários, quanto a organizações criminosas dedicadas à distribuição de malwares e a fraudes. 
Considerar que os legisladores deveriam ditar e aprovar leis punindo severamente tais práticas odiosas, é só fantasia: estão mais preocupados em salvar o próprio rabo no tsunami de corrupção que assola o país… 

Mostrar Mais

Walter Estevam

Casado, Publisher do Jornal ABC Repórter e da TV Grande ABC, Presidente da ACISCS, Ex-Presidente da ADJORI, Ex-Presidente da ABRARJ, Ex-Professor Faculdade de Belas Artes de São Paulo, Jornalista, Publicitário, Apresentador dos programas 30 Minutos e Viaje Mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar