Politica

Editorial – Madres Tereza…

  Vamos lá outra vez: passado o perigo de nos tornarmos uma Venezuela, China, Cuba ou Coréia do Norte da vida, v.g., o povo sumiu das ruas. Mas, neste pré-carnaval, sintomaticamente milhares já tomaram espaços públicos chacoalhando, festeiros, as protuberâncias semoventes. 
Quem acreditou que a expulsão dos totalitários implicaria numa mudança milagrosa da casta política iludiu-se por conta própria. Os ex-sócios, que hoje dão as cartas no balcão de negócios no qual transformaram as instituições ditas democráticas, permanecem os mesmos. 
Era o esperado, insistamos até a exaustão. A cidadania que não engole sapos, barbudos ou não, é minoria ínfima. Porém, combater tendências e regimes totalitários é fácil. Difícil é batalhar contra índoles oportunistas travestidas de bons samaritanos, na política ou em qualquer outro segmento da vida. 
Na vastidão popular, o fato de Executivo, Legislativo e Judiciário (representado pelo STF) hoje não resolverem problemas, mas, serem o problema, nada influi, aumenta ou diminui na plebe: continuarão bovinamente votando, arrebatados, na malandragem de sempre e aplaudindo seus desmandos. Cada um tem o canalha predileto que merece. 
Os ex-sócios, herdeiros dos descalabros petistas e satélites, NUNCA foram flores que se cheire. São todos velhacos de longa trajetória. Querer que se transformem em Madres Tereza do dia para a noite é ruim, hein?
 

Mostrar Mais

Walter Estevam

Casado, Publisher do Jornal ABC Repórter e da TV Grande ABC, Presidente da ACISCS, Ex-Presidente da ADJORI, Ex-Presidente da ABRARJ, Ex-Professor Faculdade de Belas Artes de São Paulo, Jornalista, Publicitário, Apresentador dos programas 30 Minutos e Viaje Mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar