Turismo

Cruzeiros Internacionais

 Até parece que é sério, mas é conversa das mais antigas, principalmente quando nossos governantes legislam de costas para o mar. Enquanto a pequena Ilha de Ushuaia, na Terra do Fogo, Patagônia Argentina, recebe mais de 400 cruzeiros durante cada temporada de verão, inclusive os maiores navios do mundo, ocasionando congestionamento no Canal de Beagle, entra em pauta  por aqui a conversa de que o litoral catarinense poderá ser um dos principais pontos de apoio e destino para os milhares de turistas que viajam em navios por toda a América do Sul. Nosso potencial é imenso, todavia falta muita, mas muita infraestrutura além de boa vontade. O que existe mesmo é politicalha. A inclusão de Porto Belo na rota dos cruzeiros internacionais, por meio da instalação de um posto da Receita Federal no píer da cidade, e a adaptação da Marina Tedesco, em Balneário Camboriú, para funcionar também como um ponto de recebimento de grandes navios de turismo, impulsionaria, sem a menor dúvida, o turismo de cruzeiros no Estado e, consequentemente, no Brasil. O Turismo por aqui pensa tão pequeno que nesta próxima temporada temos apenas seis escalas confirmadas.

Mostrar Mais

Walter Estevam

Casado, Publisher do Jornal ABC Repórter e da TV Grande ABC, Presidente da ACISCS, Ex-Presidente da ADJORI, Ex-Presidente da ABRARJ, Ex-Professor Faculdade de Belas Artes de São Paulo, Jornalista, Publicitário, Apresentador dos programas 30 Minutos e Viaje Mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar