Editorial

Editorial – Esquema e sistema

 Sem exceção, todos os nomes fartamente noticiados desde os inícios da Lava-Jato, são apenas peças do esquema criminoso que domina o país há anos. Isoladamente, pouco significam, por mais comprometidos que estejam com o fundamental: o sistema. No esquema trocam-se as moscas, mas, a carniça (merda seria palavrão, daí não citá-la…) continua a mesma por caracterizar o sistema. Certo?  O cidadão, com seus impostos, financia o Estado que pouco lhe retorna. Cobra-se em níveis de primeiro mundo e os serviços contratados são de terceiro, quarto ou quinto, senão piores. Leis há, abundantes, para coibir a  ação de quadrilhas, máfias e similares – com seus esquemas – no poder. Raramente, como nos casos do Mensalão e do Petrolão, há quem as imponha num sistema prostituído por interesses outros que os da nação.  Claro: quem tiver mais que dois neurônios – os famosos Tico e Teco – e preocupação fundamentada com o futuro do país, não com a idolatria a quadrilheiros e criminosos, fatalmente tenderá a avaliar as causas da debacle institucional e estrutural de forma abrangente e dialética, evidenciando o “conjunto da obra”. Trocar os piores pelos menos ruins – insistiremos sempre – já é um grande passo para mudar o sistema, mesmo que não o afete incisivamente.  Além de desalojar a canalhocracia hora no poder, há que impedir que outras cheguem lá, ou a ele retornem. É por aí…
 

Mostrar Mais

Walter Estevam

Casado, Publisher do Jornal ABC Repórter e da TV Grande ABC, Presidente da ACISCS, Ex-Presidente da ADJORI, Ex-Presidente da ABRARJ, Ex-Professor Faculdade de Belas Artes de São Paulo, Jornalista, Publicitário, Apresentador dos programas 30 Minutos e Viaje Mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar